39| sede própria da fealq melhora estrutura de atendimento

Mudança ocorreu em 2002; prédio já foi ampliado

Foi uma conquista. Daquelas que muitas entidades almejam e que toda instituição precisa. Ter uma sede própria significou para a Fealq muito mais que um sonho realizado, uma demanda atendida e a possibilidade de ampliar sua estrutura e executar suas atividades com maior autonomia.

A ideia nasceu de uma necessidade. Após 24 anos de uso de um espaço no câmpus da USP em Piracicaba, era hora de mudar. Início do ano 2000. Havia uma grande discussão na Universidade de São Paulo relacionada às fundações de apoio. Um dos pontos levantados era justamente a ocupação do espaço físico da universidade – que é pública – por instituições privadas. Na ocasião, o reitor chegou a criar um grupo de trabalho para discutir essas questões. E, embora a Fealq pagasse aluguel para a Esalq, em 2002 decidiu sair do câmpus.

Teve início, então, a procura por uma “nova casa”, que deveria ser perto da Esalq, pela afinidade com a universidade e, principalmente, pelo trabalho desenvolvido diretamente com docentes e pesquisadores. Era estratégico ficar próximo. A princípio, a nova sede seria construída em um terreno na esquina das ruas São João e Edu Chaves, adquirido pela Fealq justamente com essa intenção. Os planos, entretanto, foram alterados quando a Diretoria soube que um prédio na Avenida Centenário estava desocupado e pronto para ser alugado. 

Ainda em 2002 a Fundação mudou-se e começou a atender na nova sede. Sete anos depois, outra boa nova. A Fealq conseguiu comprar o prédio onde estava instalada. Mais uma conquista. E desde julho de 2009 foram várias intervenções para adaptar o prédio — agora próprio — ao atendimento oferecido pela Fundação. 

Com o tempo, uma nova necessidade: ampliar a sede. O espaço começou a ficar pequeno, e a Diretoria decidiu comprar o terreno ao lado, onde as construções que eram muito antigas foram derrubadas para que um novo anexo fosse construído. Também ocorreram a instalação de um elevador e ajustes nos ambientes para proporcionar mais conforto aos funcionários e clientes e melhor funcionalidade ao trabalho da Fundação.

A ampliação ficou pronta em 2013. Atualmente, a sede conta com sala de reuniões, estrutura de informática, ampla secretaria, sala da Diretoria, além de ambientes que acolhem o Centro de Difusão de Tecnologia, seus livros, revistas e materiais que a ele pertencem. Tudo foi redimensionado e adequado às necessidades práticas. A proposta, com a reforma, foi oferecer um ambiente de trabalho de qualidade para os funcionários e um espaço de recepção e atendimento adequados aos seus visitantes.

Independência 

Com a mudança para a nova sede, alguns questionamentos não fazem mais sentido, como a ocupação do espaço da universidade. Agora a sede é própria. E a Fealq pode administrar o trabalho com foco apenas na qualidade do gerenciamento de recursos, tanto em termos de tecnologia e prestação de contas quanto no que diz respeito ao atendimento pessoal. 

Os investimentos na sede não param. Ajustes, mudanças e ampliações sempre serão necessários para mantê-la em ordem e aumentar os serviços oferecidos. E a cada melhoria em sua estrutura, a Fealq contribui diretamente com a Esalq, já que, estatutariamente, se um dia a Fundação deixar de existir, todo seu patrimônio será transferido à Esalq. E se longos e profícuos anos vierem pela frente, a Fealq continuará no apoio constante ao ensino, pesquisa e extensão.

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla