38| Reestruturação de fazenda garante condições de pesquisa

Fealq investiu R$ 2,5 mi em reforma de propriedade

Uma fazenda inteira doada para a ciência. Com espaço para pesquisa, ensino e extensão. Essa foi apenas uma parte do legado que o ex-aluno da Esalq Alexandre Von Pritzelwitz deixou em testamento para a Fealq. O engenheiro agrônomo, que faleceu em 2000, também demonstrou seu amor às Ciências Agrárias, à Escola e ao ensino quando doou cinco apartamentos em Londrina (PR), onde está localizada a Fazenda Figueira, para que os recursos do aluguel fossem transformados em bolsas de estudo. 

A Fealq nem sequer conhecia a propriedade agrícola quando se tornou a donatária. Mas a grandeza do projeto de Pritzelwitz levou a Fundação a empenhar grande esforço para superar os desafios que viriam pela frente. E não foram poucos! A fazenda — instalada ainda na década de 1940 pelo pai do agrônomo para produção de café — estava bastante degradada. Não havia um acompanhamento zootécnico adequado dos animais e as construções estavam muito deterioradas.

Só para se ter uma ideia, a casa onde Pritzelwitz morava era de madeira e só tinha água encanada no banheiro. A cozinha era externa. Na colônia dos trabalhadores a situação era ainda pior. O chão era de terra batida, não havia água encanada e tampouco tratamento de esgoto. 

Mais que necessária, uma mudança era urgente, até para cumprir a determinação do testamento de que, sob orientação técnica de professores do Departamento de Zootecnia da Esalq, se mantivesse a pecuária de corte como atividade principal. Para o professor Vidal Pedroso de Faria, o primeiro a saber da doação, antes mesmo do registro em cartório, a fazenda criou uma perspectiva muito positiva para a área.

Ainda no ano 2000, a Fealq começou a reestruturação. Recuperou as pastagens e melhorou as condições dos animais. O foco também foi direcionado à melhoria das condições dos funcionários, que tiveram novas moradias de alvenaria construídas, com direito a água e à perfuração de um poço artesiano. E, por fim, em 2012, a casa onde o agrônomo vivia foi totalmente restaurada. A Fundação investiu, no total, cerca de R$ 2,5 milhões. 

Durante o processo, foram muitos os parceiros. Logo no início, o professor Moacyr Corsi conseguiu o apoio da Dow AgroSciences, que forneceu o herbicida necessário para recuperar as pastagens. O engenheiro agrônomo José Renato Gonçalves tinha acabado de ser contratado e acompanhou de perto essas ações. O professor Antonio Roque Dechen, o primeiro a entrar na fazenda, foi quem obteve da empresa Jacto, outro parceiro, todo o sistema de tratamento de esgoto. Também foi doação boa parte do arame utilizado na recuperação de cercas e no cercamento das Áreas de Proteção Permanente (APPs) da fazenda, que possui a maior Reserva Particular de Patrimônio Natural de Londrina.

No total são 3.686 hectares de área, dos quais 2.200 são de área produtiva e, desses, 1.100 têm pastagem intensiva e agricultura. Atualmente, há 5.000 animais nas fases de cria, recria e engorda (no início havia 3.500). Os números revelam que somente uma fazenda com toda essa dimensão e estrutura permitiria a repetição de experimentos, tão necessária para a realização de pesquisas, e garantiria que ela fosse produtiva e autossustentável.

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla