26| RECURSOS EM PESQUISAS RESULTAM EM ALTO RENDIMENTO DO ÁLCOOL

Metodologias tornaram-se referência em todo o país

A teoria da fermentação já era conhecida na década de 1970. O professor Henrique Vianna de Amorim incluía o assunto em suas aulas, mas, na prática, sempre se deparava com imprevistos. Percebeu, então, que havia necessidade de investir em pesquisas, o que exigiria a compra de novos equipamentos, o mais rápido possível. Foi aí que entrou a Fealq. O resultado viabilizou, por exemplo, a produção de 500 mil litros de álcool por dia em uma única destilaria, uma economia de milhões de reais e cerca de 40 teses sobre o assunto.

Em meados daquela década, quando teve início o Pró-Álcool – programa de substituição em larga escala dos combustíveis veiculares derivados de petróleo por álcool – a produção já ocorria no Brasil, mas não com altos rendimentos. E os professores da Esalq perceberam que as metodologias existentes eram muito antigas e falhas.

Então, docentes de dois departamentos se uniram para fazer uma análise estatística dos dados e encontrar os gargalos do processo. As pesquisas só foram possíveis devido à intermediação da Fealq, a partir de 1977, que gerenciava com agilidade os recursos vindos das usinas. 

Esses recursos foram usados para comprar materiais químicos e equipamentos diversos, entre eles um cromatógrafo que custava US$ 250 mil. Também foram feitos investimentos em bolsas de estudo e na manutenção do laboratório. Sem contar a conclusão de inúmeras teses. Todo o trabalho de pesquisa também rendeu ao professor Amorim a possibilidade de montar sua própria empresa, a Fermentec.

Com os investimentos devidamente gerenciados, a metodologia desenvolvida na universidade para medir bactérias vivas tornou-se referência e é utilizada até hoje em nosso país. Precisão e rapidez são suas maiores vantagens. Em cerca de 20 minutos é possível detectar a quantidade de contaminantes na fermentação, informação imprescindível para acertar o momento de aplicar o antibiótico e evitar desperdícios e prejuízo.  

Outra pesquisa do setor que se tornou referência é o “Teste de Sensibilidade”, capaz de apontar em seis horas o antimicrobiano adequado para determinada situação, o que também traz um retorno inimaginável, tanto em dinheiro quanto em tempo e eficiência. 

São inúmeros os benefícios decorrentes das pesquisas. No início do Pró-Álcool a concentração de leveduras era de 6%; isso significava que o tempo de fermentação alcoólica variava de 18 a 25 horas. Os pesquisadores conseguiram melhorar as condições da fermentação, encontrando a temperatura e os nutrientes adequados. Com isso, a quantidade de levedura subiu e o tempo de fermentação diminuiu. Foram necessários ainda vários estudos para concluir que havia uma quantidade ideal de levedura para que a fermentação ocorresse em menos da metade do tempo: 10%.

E se não fosse a Fealq

Na época a inflação era altíssima e as verbas demoravam a chegar pela Esalq, devido à burocracia inerente à universidade pública. Muitas vezes, o valor vinha sem correção, o que tornava inviável o investimento em pesquisas. Se não fosse a Fundação, não seria possível encontrar parceiros nas indústrias que pudessem financiar as pesquisas da Esalq. E hoje, as soluções tecnológicas industriais apresentadas pela Fermentec trazem consigo a conclusão de anos de estudos realizados na Esalq.

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla