17| GRUPO GERA DADOS PARA POLÍTICAS PÚBLICAS DO SETOR AGRO

Equipe usa inteligência espacial para análise e suporte às decisões

Gerar informações, bases de dados e parâmetros para nortear decisões é o trabalho do Laboratório de Geoprocessamento e Inteligência Espacial do Departamento de Ciência do Solo - GeoLab sob coordenação do professor Gerd Sparovek. O grupo reúne técnicos especializados em diversas áreas do conhecimento e há 16 anos acumula experiência em monitoramento, desenho e avaliação de políticas públicas e governança. Nesse período desenvolveu importantes parcerias na avaliação de programas e projetos de âmbito nacional relacionados, sobretudo, à agricultura.
Essa parceria entre Esalq e diversos órgãos do governo federal começou em 1999. A primeira foi com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária — Incra, a Fealq e a Esalq para subsidiar a discussão sobre a qualidade das terras obtidas para o Programa Nacional de Reforma Agrária. O resultado final foi a elaboração de um sistema voltado para auxiliar a avaliação da qualidade das terras arrecadadas para o assentamento de trabalhadores rurais.
Numa iniciativa posterior, também junto ao Incra, uma pesquisa possibilitou a geração de levantamento de caráter censitário, o qual foi compilado no livro “A qualidade dos assentamentos da reforma agrária brasileira”, referência sobre o assunto.
O grupo que realizou esses estudos expandiu sua atuação para outras áreas. Com o apoio da Fealq, realizou o diagnóstico do Programa Nacional de Crédito Fundiário, iniciativa do governo federal voltada ao financiamento da aquisição de terras para a implantação de assentamentos. E concebeu o Sistema de Monitoramento do Mercado de Terras, que incentiva as comunidades a negociar, de modo a obter o menor valor possível na compra da área escolhida.
Na sequência, uma série de outros trabalhos foi realizada pelo mesmo grupo para o Ministério do Desenvolvimento Social, envolvendo o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), hortas comunitárias e cozinhas comunitárias, e para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, abrangendo ocupação e uso da terra e agricultura familiar com suas cadeias produtivas.
O pesquisador e doutorando do Programa de Graduação em Fitotecnia Rodrigo Fernando Maule destaca que uma característica comum entre os diversos projetos foi a proposição de ações voltadas para o aprimoramento de cada um dos programas do governo federal, mediante o desenvolvimento de ferramentas interativas que permitem estabelecer um paralelo entre as características dos territórios de atuação e as ações empreendidas, facilitando o monitoramento e a avaliação das ações por parte dos gestores.
O GeoLab associa o levantamento de dados primários de pesquisas de campo à utilização de ferramentas avançadas de geoprocessamento, estruturando bancos de dados que permitem disponibilizar aos gestores as informações que irão contribuir para o aprimoramento, gestão e redesenho das políticas públicas.
Atualmente, por meio de parceria via Fealq, o grupo trabalha em estudo voltado para a análise territorial das necessidades de assistência técnica e extensão rural e o monitoramento e avaliação das ações empreendidas.

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla