07| MELHORAMENTO GENÉTICO DO MILHO TEM REFLEXOS EM TODO O PAÍS

Brasil é hoje o terceiro maior produtor do mundo

s pesquisas sobre seleção e melhoramento genético de milho realizadas na Esalq têm trazido importantes contribuições para o país. Uma delas é a constante formação de profissionais para atuar na área. Outra é o Banco de Germoplasma, criado pelo professor Ernesto Paterniani, um dos maiores especialistas em genética do milho no Brasil, falecido em 2009. O engenheiro agrônomo, que apostava intensamente na seleção genética e iniciou a parceria com a Fealq, deixou um grande legado.
Paterniani focou seu trabalho na identificação e avaliação de raças de milho e métodos de melhoramento de populações. No Brasil só havia coleções individuais, mas o banco organizado pelo pesquisador descreveu mais de 3 mil amostras colhidas em várias regiões do país. Ao longo de sua carreira, também desenvolveu muitas variedades. Os resultados contribuíram para que empresas de sementes estrangeiras se instalassem no Brasil, movimentando a economia nacional e tornando o país o 3º produtor mundial de milho.
Na década de 1970 houve muitos avanços no cultivo desse grão. Na mesma época, o professor José Branco de Miranda Filho se mudou para Piracicaba para lecionar na Esalq. Dividiu momentos com Paterniani. E seguiu com o desenvolvimento de pesquisas e tecnologia sobre o cultivo do milho, ainda com o apoio da Fealq. Além disso, é autor de um importante livro sobre genética de milho publicado nos Estados Unidos por uma das maiores editoras do mundo.
Naquela época também nascia a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), atual detentora do Banco de Germoplasma, que se valeu fortemente da atuação de profissionais formados pelo Departamento de Genética da Esalq. Missão, aliás, das mais importantes para o professor Gerhard Bandel. A contribuição com a formação de estudantes tem reflexos no país e no exterior. O ex-diretor-presidente da maior empresa de sementes de milho do mundo (hoje aposentado) é esalqueano. Como ele, cerca de 50% dos profissionais de destaque na área são graduados e pós-graduados na Esalq.
A Fealq continua apoiando a formação nessa área. O Encontro Sobre Temas de Genética e Melhoramento, que em 2016 chegou à sua 33ª edição, é realizado com o apoio da Fundação. Algumas disciplinas práticas do Departamento de Genética também contam com a participação da Fealq nos bastidores.
Contribuições
As contribuições das pesquisas são grandes. Em alguns pontos do país, os agricultores já atingiram média de produtividade do milho de 12 toneladas por hectare, em condições de lavoura comercial, o equivalente à média do estado de Iowa, maior produtor de milho dos Estados Unidos.
A qualidade do milho reflete no produto industrializado, ou seja, no potencial de armazenamento, tolerância a insetos e em algumas qualidades nutricionais, como maior teor de caroteno ou de vitaminas. O maior benefício é a produção de carboidrato e proteína para tratar de porcos e galinhas que serão exportados. Mais uma prova de que as pesquisas, devidamente incentivadas e apoiadas, contribuem grandemente para o aumento da produtividade, o que representa um baixo custo do produto final, com indubitável e incomensurável reflexo econômico e social.

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla