04

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos

As pesquisas na área de tecnologia de produtos agrícolas e zootécnicos executadas na Esalq têm propiciado grandes contribuições para o aperfeiçoamento e instalação de indústrias familiares, de pequenas empresas e de indústrias denominadas de ponta. Os resultados divulgados influenciam positivamente determinadas práticas e a proteção ambiental. 

A cadeira de Tecnologia Agrícola foi criada na USP em 1916, quando a Esalq ainda integrava a Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. Eram ministradas aulas sobre conservação de produtos vegetais e foram desenvolvidas, com destaque, investigações sobre o amido de milho e mandioca. As pesquisas de tecnologia em várias áreas se iniciaram em 1930, a partir de observações em fermentação alcoólica.

Seguiu-se intensa colaboração com a Estação Experimental de Cana-de-açúcar da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo, sobre a cana-de-açúcar e sua qualidade tecnológica. Os estudos sobre fermentação alcoólica com uvas e depois com cana coincidiram com o período da crise econômica internacional (1929-1930) durante o qual o grande tema era a crise do setor açucareiro e a crise de importação de derivados do petróleo.

Esta foi parcialmente sanada com a decretação da mistura obrigatória de álcool à gasolina, prática que passou por várias etapas até o desenvolvimento definitivo do uso de etanol como combustível líquido alternativo renovável. A Cadeira de Tecnologia dedicou-se firmemente ao aperfeiçoamento das técnicas de fermentação, destilação, fabricação de aguardente e microbiologia relacionada.  O professor Urgel de Almeida Lima foi um dos que trabalharam intensamente para melhorar a qualidade da fermentação. Conservação de alimentos por processamento era objeto também.

Em matéria de proteção ambiental, a contribuição da Cadeira de Tecnologia foi fundamental na década de 1950, com a proposta de uso da vinhaça como fertilizante e a eliminação de seu despejo nos cursos d’água, em que exerce imensa atividade poluidora. Foi contribuição inestimável para com a sociedade civil e para com a agricultura, desenvolvida em colaboração com outras instituições voltadas ao problema de poluição no estado, mormente nas zonas açucareiras.

Além desses projetos, a Cadeira de Tecnologia, hoje Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, desenvolve pesquisas nas áreas de alimentos vegetais e animais, destacando-se os estudos sobre pescado de água doce e salgada, carnes, contaminação microbiana de grãos, tecnologia de óleos e gorduras, tecnologia de açúcar e álcool, cervejaria e aguardente e pesquisas bioquímicas e biotecnológicas.

Tecnologia de farinhas e amiláceos, frutas e seu aproveitamento, além de iniciativas na área de gastronomia molecular e análise sensorial de alimentos também fazem parte das atividades do departamento, que contou com o apoio da Fealq na realização de muitos projetos. A participação do departamento na criação do curso de Ciências de Alimentos e formação de profissionais especializados é outro ponto positivo de atuação no desenvolvimento tecnológico, assim como na preparação de estagiários, mestres e doutores.

 

 

Veja também

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

01| MODERNIZAÇÃO DA TOMATICULTURA ELEVA PRODUTIVIDADE EM 40%

A modernização da tomaticultura, que começou no Brasil a partir Read More
02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

02| Força-tarefa esalqueana mudou estado da arte da borracha

Departamentos da Esalq buscaram soluções para seringais Read More
03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

03| Estudo reúne material sobre o calcário na agricultura

Fealq editou publicação com 5 volumes nos anos 80 Read More
04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

04| Tecnologias agrozootécnicas contribuem com indústrias

Fealq apoia e ajuda a divulgar conhecimentos técnicos Read More
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
©2018 FEALQ. Desenvolvido por Agência Multípla